15 ALIMENTOS DE POTÊNCIA: FIQUE MAIS FORTE E MAIS GRANDE COM ESTES ALIMENTOS ESSENCIAIS

Quando se trata do número infinito de alimentos que você pode colocar em seu corpo, há bons alimentos e há alimentos ruins. Claramente, você sabe para evitar os alimentos ruins sempre que possível, mas quando se trata de escolher os melhores alimentos para seus objetivos físico, que é uma decisão ainda mais difícil. Estamos aqui para torná-lo mais fácil para você encontrar o melhor dos melhores – chamamos de alimentos para a força. Certifique-se de incluir esses itens em sua dieta para grandes ganhos.

1. Ovos

Quando: Qualquer refeição regular

Porque: A proteína perfeita, os ovos são carregados com o colesterol, normalmente considerado como um ingrediente alimentar ruim, mas na realidade, cheio de benefícios positivos, tais como a manutenção dos níveis de testosterona e a integridade das membranas das células musculares.

Os indivíduos que comeram três ovos inteiros por dia enquanto seguindo um programa de treinamento de força produziram o dobro dos ganhos em massa muscular e força do que aqueles que consumiram apenas um ovo ou nenhum ovo por dia.
Em estudos, 640 miligramas por dia de colesterol adicional de ovos diminuíram a quantidade de LDL (mau) colesterol partículas associadas com a aterosclerose.
Quantidades: 3 ovos extra-grandes: 255 calorias, 21 g de proteína, 1 g de carboidratos, 18 g de gordura

2. Carne Orgânica

Quando: Almoço ou jantar

Porque: Esta carne é importante devido ao seu teor de proteínas, colesterol e gordura saturada, todos os quais mantêm altos níveis de testosterona.

Alimentos para musculação

A carne orgânica tem níveis muito mais elevados de ácidos linoleicos conjugados e ácidos graxos ômega-3 do que os bovinos criados convencionalmente, porque os bovinos criados organicamente são principalmente alimentados com erva, em oposição aos grãos alimentados.
CLA, uma gordura saudável, foi provado em numerosos ensaios clínicos para ajudar a derramar gordura corporal, ajudando a aumentar a massa muscular e força ao mesmo tempo.
Quantidades: 200 gramas de 90% de carne moída orgânica moída: 392 calorias, 48 g de proteína, 0 g de carboidratos, 22 g de gordura

3. Salmão

Quando: Almoço ou jantar

Porque: É rico em ácidos graxos essenciais omega-3 EPA e DHA (ácidos eicosapentaenóico e docosahexaenóico).

Os indivíduos que consomem níveis mais elevados de gorduras ômega-3 relataram maior força muscular do que aqueles que tomam em níveis mais baixos deles.
Os ácidos graxos ômega-3 aumentam a sensibilidade à insulina, o que aumenta a síntese de proteínas musculares (crescimento muscular) e aumenta a absorção de glicose e aminoácidos.
Omega-3s são prontamente queimados por combustível, poupando glicogênio muscular para manter os músculos maiores. Além disso, os omega-3 foram indicados como preservadores musculares, bem como melhorar a sua recuperação.
Omega-3s se convertem em prostaglandinas benéficas, substâncias como hormônios, que promovem inúmeros processos no corpo.
Quantidades: 100 gramas salmão do Atlântico: 416 calorias, 45 g de proteínas, 0 g de carboidratos, 24 g de gordura

4. Arenque

Quando: Entre as refeições e lanches

Por que: Rico em ômega-3, ele também tem um dos mais altos conteúdos de creatina – que pode ajudar a aumentar a força muscular e crescimento – de qualquer fonte de alimento da terra ou do mar.

Quantidades: 100 gramas de arenque: 185 calorias, 21 g de proteína, 0 g de carboidratos, 11 g de gordura (cerca de 2 g são omega-3)

5. Germe de trigo

Quando: 30 minutos antes dos treinos e qualquer hora do dia você quer carboidratos de digestão lenta (usá-lo como panificação em frango ou peixe)

Por que: É rico em zinco, ferro, selênio, potássio e vitaminas B, e rico em proteínas com uma boa quantidade de aminoácidos de cadeia ramificada, arginina e glutamina.

É rica em fibras, tornando-se uma grande fonte de carboidratos de digestão lenta.
É ótimo antes de treinos, porque fornece uma boa fonte de octacosanol, um álcool que pode aumentar a força muscular e resistência, bem como aumentar o tempo de reação em atletas, aumentando a eficiência do sistema nervoso central.
Quantidades: 1/2 xícara de germe de trigo: 207 calorias, 13 g de proteína, 30 g de carboidratos (quase 8 g de fibras), 6 g de gordura

6. Arroz Castanho

Quando: Almoço ou jantar

Por que: O arroz integral é um grão inteiro que fornece fibra para ajudar a desacelerar a digestão e manter os níveis de insulina estável, fornecendo-lhe com energia para durar ao longo do dia.

É rico em ácido gama-aminobutírico, que é um aminoácido que funciona como um neurotransmissor no corpo e que aumenta os níveis de hormônio do crescimento em até 400%.
Você pode preparar o arroz integral de uma forma que irá impulsionar os níveis de GABA: mergulhe-o em água quente durante duas horas antes de cozinhar para induzir a germinação.
Quantidades: 1 xícara de arroz integral cozido: 218 calorias, 5 g de proteína, 46 g de carboidratos, 2 g de gordura

7. Melancia

Quando: Imediatamente após os treinos

Por que: Embora normalmente sugerimos que você coma frutas como um carboidrato pré treino, uma vez que a maioria das frutas são de digestão lenta, melancia é uma das poucas frutas que são digerindo rápido. Isso significa que ele picos níveis de insulina, tornando-se um bom carboidrato pós treino.

A carne vermelha e especialmente a casca branca da melancia são elevados no aminoácido citrulina, que é facilmente convertido para arginina dentro do corpo e aumenta a arginina dentro do corpo, e aumenta os níveis de arginina ainda melhor do que tomar arginina em si.
Níveis mais elevados de arginina levam a maiores níveis de óxido nítrico e maiores níveis de GH após o treinamento, ambos críticos para aumentar a força muscular e o crescimento. Aumentar os níveis de NO após os treinos significa que há mais fluxo sanguíneo para os músculos, o que aumentará a recuperação e ajuda o crescimento muscular.
Quantidades: Duas partes de melancia: 172 calorias, cerca de 4 g de proteína, 44 g de carboidratos, 1 g de gordura, aproximadamente 3 g de citrulina

8. Espinafre

Quando: Como uma salada de lado com almoço e jantar

Porque: espinafre não só promove a saúde através de sua rica oferta de antioxidantes, mas tem ingredientes que aumentam a força muscular e tamanho.

É uma grande fonte de glutamina, o aminoácido que é altamente importante para o crescimento muscular, função imunológica e saúde gastrointestinal, bem como para aumentar os níveis de GH e até mesmo taxa metabólica.
Além de glutamina, espinafre fornece octacosanol (ver germe de trigo) e beta-ecdisterona, um fitoquímico que estimula a síntese de proteínas.
Quantidades: 100 gramas de espinafre cru: 65 calorias, 8 g de proteína, 10 g de carboidratos (6 g de fibras), 1 g de gordura

9. Pão Integral

Quando: Qualquer hora do dia em que você coma carboidratos de digestão lenta

Por que: Feito a partir de grãos inteiros germinados orgânicos, como trigo, painço, espelta e cevada, e de leguminosas, como lentilhas e soja, este pão é uma proteína completa, o que significa que ele contém todos os nove aminoácidos que seu corpo precisa para o crescimento muscular .

Estes cereais integrais e legumes também digerir lentamente, promovendo queima de gordura superior durante todo o dia e mais energia durante o exercício.
Quantidades: Duas fatias de pão de Ezequiel 4: 9: 160 calorias, 8 g de proteína, 30 g de carboidratos (com 6 g de fibra), 1 g de gordura

10. Brócolis

Quando: Com qualquer refeição

Por que: O brócolis contém um fitoquímico que é convertido em outro naturalmente chamado químico diindolilmetano, que reduz a força dos estrogênios, convertendo-os para variedades mais fracos no fígado.

Isso ajuda a diminuir os efeitos estrogênicos (ganho de gordura e retenção de água) e fortalece os efeitos anabólicos da testosterona (força muscular e crescimento).
Ele também contém o sulforafano antioxidante – um composto que se forma a partir do composto inativo glucorafanina quando você mastiga. Sulforafano trabalha em sinergia com DIM para fornecer propriedades anti-inflamatórias, que melhoram a recuperação muscular e articular, bem como a luta contra o câncer.
Quantidades: 1 xícara de brócolis picados: 31 calorias, 3 g de proteína, 6 g de carboidratos, 0 g de gordura

11. Castanhas

Quando: Entre as refeições e lanches

Por que: Eles são uma rica fonte de gorduras monoinsaturadas, promovendo a saúde do coração e cura conjunta, minimizando a gordura corporal.

Estas nozes são abundantes no selênio mineral traço, um componente da enzima que ajuda a converter o hormônio tireoidiano tiroxina (T4) para o hormônio da tireóide mais ativo, triiodotironina (T3). Os hormônios da tireóide são importantes para manter a taxa metabólica alta e apoiar o crescimento muscular.
Pesquisa mais recente da Itália sugere que o selênio é crítico para a força muscular.

Quantidades: 1 porção de nozes (cerca de seis): 186 calorias, 4 g de proteína, 3 g de carboidratos, 19 g de gordura (6 g de gordura monoinsaturada) e mais de 500 microgramas de selênio

12. Nozes

Quando: Entre as refeições e lanches, especialmente na hora de deitar

Por que: Nozes são uma das poucas nozes que são verdadeiramente ricos em ácidos graxos ômega-3, crítico para o crescimento muscular e ganhos de força.

Quantidades: 1 copo de nozes inglesas (cerca de 14 metades de noz): 185 calorias, 4 g de proteína, 4 g de carboidratos, 18 g de gordura (com quase 3 g de gorduras ômega-3)

13. Leite orgânico

Quando: No café da manhã ou em shakes de proteína entre as refeições

Porque: O leite contém proteína de soro e caseína.

Ele contém o fator anabólico potente fator de crescimento semelhante ao insulina, que é crítico para estimular o crescimento muscular.
A pesquisa mostra que o leite orgânico é mais rico em gorduras ômega-3 e a gordura saudável, que aumenta a massa e a força muscular, ao mesmo tempo que ajuda a derrubar a gordura corporal.
Quantidades: 1 xícara de leite com baixo teor de gordura: 102 calorias, 8 g de proteína, 12 g de carboidratos, 2 g de gordura

14. Suco de Romã

Quando: Em um shake de proteína pré treino

Porque: Tem um potente conteúdo antioxidante, que promove a saúde e protege muitas doenças.

Pesquisadores da UCLA descobriram que é eficaz em proteger o NO contra a destruição oxidativa e aumenta seus níveis no corpo.
Quantidades: 200 gramas (adicionado a um shake de proteína): 34 calorias, 0 g de proteína, 8 g de carboidratos, 0 g de gordura

15. Chá

Quando: Manhãs e durante os treinos

Porque: Oferece uma multidão de benefícios de saúde, tais como a perda de gordura aumentada, o risco reduzido de determinados cancros e mesmo propriedades antimicrobianas.

O chá preto em particular ajuda a reduzir os níveis de cortisol pela metade. O cortisol é um hormônio catabólico impulsionado durante os treinos. Aumenta a degradação muscular e interfere com a capacidade de testosterona para estimular o crescimento muscular. Ao moderar o cortisol, você está aumentando a testosterona e, portanto, ganha força muscular e crescimento. Atire para quatro xícaras de chá preto por dia para efetivamente derrubar Cortisol.
Quantidades: 1 xícara de chá preto, 2 calorias, 0 g de proteína, 1 g de carboidratos, 0 g de gordura

Proteína

A proteína é fundamental para fornecer os blocos de construção que compõem o músculo, e os fisiculturistas precisam de grandes quantidades – entre um e dois gramas por quilo de peso corporal por dia. Mas algumas fontes de proteína de poder fornecem outros ingredientes que irão aumentar ainda mais a força muscular e crescimento além do que apenas proteína sozinho.

Carboidratos

Após a proteína, os carboidratos estão na dieta do bodybuilder, especial quando está tentando embalar na força e no tamanho. Carboidratos fornecem a energia para obter através de exercícios e manter os músculos mais cheios estocando-os com glicogênio (a forma armazenada de carboidratos) para puxar a água para os músculos para maximizar o seu volume.

Gorduras

Gordura costumava ser a palavra “proibida” nos círculos de musculação. Hoje, sabemos que as gorduras são essenciais para a força muscular e crescimento, particularmente os saudáveis, como gorduras monoinsaturadas e gorduras poli-insaturadas ômega-3.

Bebidas

A água é o nutriente mais importante que você pode obter. Quanto mais água você consumir, mais completas suas células musculares serão, o que pode empurrar o crescimento muscular para a frente. Qualquer líquido que você bebe fornece água, mas são os outros ingredientes da bebida que podem atrapalhar ou quebrar seu progresso.