Como a creatina melhora a síntese de ATP para o cérebro e o corpo
Não há dúvida de que a creatina é uma das ferramentas favoritas para construir mais músculo e aumentar a força. Muitos atletas de nível universitário e profissional utilizam creatina para melhorar o desempenho de seus corpos, mas poucos reconhecem os benefícios cognitivos desse agente natural para a mente.

Da mesma forma que a creatina melhora o nível de energia para seus músculos para realizar o trabalho, pode melhorar a síntese de ATP para a mente também. Esta característica ajuda a creatina de classe como um composto nootrópico na mesma categoria como coisas como piracetam ou ginseng asiático.

A creatina é encontrada naturalmente em vertebrados, mas especialmente em carnívoros. Os seres humanos têm alguma creatina, mas vegetarianos tem falta deste composto orgânico. Vegetarianos que complementam com creatina experimentará as melhorias mais cognitivas, mas a população em geral tem muito a ganhar com este nootrópico também.

 

Vantagens da memória da creatina

Existem vários tipos de memória, mas a creatina é particularmente útil para a memória de curto prazo (de trabalho). Estudos usando fMRI reconheceu aumentos dramáticos na memória para os grupos que receberam creatina em comparação com um placebo. O julgamento foi um dos muitos que ajudaram os pesquisadores a descobrir o modo de ação para melhorar a memória de trabalho. Os pesquisadores descobriram que a creatina melhora a re-síntese de ATP, que é semelhante ao seu efeito no corpo. Isso aumenta a capacidade do cérebro de se lembrar no curto prazo.

como-a-creatina-funciona

Para os vegetarianos, as vantagens cognitivas para a memória de trabalho são ainda maiores. Usando uma variedade de testes (como um intervalo de dígito para trás ou Raven Advanced Progressive Matrices), os cientistas descobriram que vegetarianos e veganos poderia ver uma melhoria marcada com creatina que superou a de onívoros.

Redução da fadiga e melhora do humor

Fadiga da mente leva a má tomada de decisão, mas a creatina aumenta a utilização de oxigenação pelo cérebro. Pessoas privadas de sono que utilizam creatina também são capazes de mitigar os efeitos prejudiciais imediatos de seus hábitos de sono ruim. Enquanto a creatina não pode prevenir danos hormonais e outros causados ao corpo por privação de sono, ele fornece ATP suficiente extra e oxigenação melhorada para reduzir a fadiga geral.

Há também evidências de que a creatina melhora o humor também. Pessoas com depressão unipolar e outros transtornos de humor encontraram creatina monohidratada para reduzir drasticamente os sintomas. Existem poucos estudos sobre o aumento do humor e creatina, mas a pesquisa preliminar mostra que é eficaz mesmo com indivíduos resistentes ao tratamento.

 

Os idosos se beneficiam da creatina?

Há uma grande variedade de pessoas que se beneficiam com o uso de creatina, desde adultos jovens todo o caminho até idosos. As melhorias dos idosos na memória espacial e na memória de longo prazo mostram que o declínio neurológico relacionado à idade pode ser alterado pela suplementação estável de creatina. Nos idosos, a creatina pode melhorar a sobrevivência dos neurónios GABA-ergicos que desempenham um papel na prevenção da doença de Alzheimer, Parkinson e outras doenças relacionadas com a idade.

Dosagem de creatina para si mesmo

Nootropicos estão se tornando um método sempre popular e aceito de melhorar a saúde e a longevidade da mente. Se você tem interesse em melhorar suas habilidades cognitivas para suas responsabilidades diárias ou para neuro-proteção, aqui estão algumas etapas de ação para você no caminho certo. Nota: se você tem um histórico de problemas renais, não suplemento com creatina como a estirpe adicional pode ser demais para seus órgãos para lidar.

1. Faça um teste de sangue

Antes de começar a usar creatina, faça um exame de sangue padrão e você pode ter uma idéia de seus níveis atuais. Os níveis de “creatinina” no seu exame de sangue mostrarão a creatina aproximada que você precisa. A creatinina é um subproduto da creatina depois de ter sido sintetizada. Obter esta informação pode ajudá-lo a ver se você é geneticamente baixo, se sua dieta está causando baixa creatina, e se você pode ver melhorias através de suplementação.

2. Mude sua dieta

O primeiro passo para melhorar o nível de creatina não tem de ser através do uso do suplemento. Adicione mais carne à sua dieta se for possível e, em seguida, verifique seu sangue trabalha melhor novamente. Se você não vê melhorias significativas, comece a suplementação. Note que isso é particularmente importante para pessoas que são vegetarianos ou aqueles que não comem muita carne.

3. Cognição da trilha

Acompanhar suas habilidades cognitivas deve ser uma grande prioridade. Há uma abundância de ferramentas para controlar a cognição, que lhe dará uma idéia de se a creatina está funcionando. Particularmente, procure por testes que rastreiem a memória (seja trabalhando ou espacial).

4. Suplemento com creatina

Se as mudanças dietéticas não funcionam, usando um suplemento de monohidrato de creatina pode ser a melhor maneira de ir. Para fazer isso de acordo com dosagens recomendadas. Primeiro, você pode tomar 5 gramas de creatina por dia, mas vai demorar de duas a seis semanas para começar a trabalhar. Alternativamente, você pode tomar 20 gramas para a primeira semana, que é considerada uma fase de carregamento. Depois disso, você pode voltar para baixo para 5 gramas por dia.

Mente e corpo melhorados

Pode haver muitos estereótipos sobre o uso de creatina para a construção de músculos e força, mas também há vantagens cognitivas científicas. Se você não pode obter uma quantidade adequada de creatina em sua dieta ou você está apenas interessado em experimentar um composto nootrópico seguro, os passos acima mencionados podem colocá-lo no caminho certo para melhorar a memória, humor e fadiga reduzida.