Probióticos e Prebióticos: Qual é a diferença?

Probioticos e prebiotics são ambos tópicos consideravelmente grandes na nutrição estes dias.

No entanto, mesmo que eles pareçam semelhantes, os dois desempenham papéis diferentes para sua saúde.

Os probióticos são bactérias benéficas, enquanto os prebióticos são alimento para essas bactérias.

Este artigo explica o que você precisa saber sobre os dois.

Quais são os probióticos e prebióticos?

Tanto os prebióticos como os probióticos são importantes para a saúde humana. No entanto, eles desempenham papéis diferentes:

  • Probióticos: São bactérias vivas encontradas em certos alimentos ou suplementos. Eles podem fornecer inúmeros benefícios à saúde.
  • Prebióticos: Essas substâncias vêm de tipos de carboidratos (principalmente fibras) que os seres humanos não conseguem digerir. As bactérias benéficas em seu intestino comer esta fibra.

As bactérias intestinais, coletivamente referidas como a flora intestinal ou microbiota intestinal, desempenham muitas funções importantes no corpo.

Comer quantidades equilibradas de pró e prebióticos pode ajudar a garantir que você tenha o equilíbrio certo dessas bactérias, o que deve melhorar sua saúde.

Probióticos são bactérias benéficas encontradas em certos alimentos ou suplementos. Prebióticos são tipos de fibras que alimentam as bactérias amigáveis no sistema digestivo.

Por que as bactérias intestinais são benéficas?

As boas bactérias no seu aparelho digestivo ajudam a protegê-lo de bactérias e fungos prejudiciais.

Eles também enviam sinais ao seu sistema imunológico e ajudam a regular a inflamação (1, 2).

Além disso, algumas de suas bactérias intestinais formam vitamina K e ácidos graxos de cadeia curta.

Ácidos graxos de cadeia curta são a principal fonte de nutrientes das células que revestem o cólon. Eles promovem uma barreira intestinal forte que ajuda a manter fora substâncias nocivas, vírus e bactérias. Isso também reduz a inflamação e pode reduzir o risco de câncer (3).

As bactérias intestinais ajudam com uma variedade de tarefas biológicas. Eles também fornecem nutrição importante para as células de revestimento do seu aparelho digestivo.

Como os alimentos afetam a microbiota intestinal?

O alimento que você come joga um papel importante no contrapeso de bactérias boas e más do gut.

Por exemplo, uma dieta com alto teor de açúcar e alto teor de gordura influencia negativamente as bactérias intestinais, permitindo que espécies prejudiciais cresçam demais (4, 5, 6).

Uma vez que você alimenta regularmente as bactérias erradas, eles são capazes de crescer mais rápido e colonizar mais facilmente, sem tantas bactérias úteis para impedi-los de fazê-lo (7, 8).

As bactérias nocivas também podem fazer com que você absorva mais calorias do que pessoas com um equilíbrio saudável de bactérias intestinais, que tendem a ser mais magras (9).

Probióticos e Prebióticos Qual é a diferença

Além disso, os alimentos tratados com pesticidas como Roundup podem ter efeitos negativos sobre as bactérias intestinais. No entanto, é necessária mais investigação humana (10, 11, 12).

Estudos também mostraram que os antibióticos podem causar alterações permanentes em certos tipos de bactérias, especialmente quando tomadas durante a infância e adolescência.

Como o uso de antibióticos é tão difundido, os pesquisadores estão agora estudando como isso pode causar problemas de saúde em pessoas mais tarde na vida (13, 14).

As bactérias intestinais são afetadas pelos alimentos que você come. Resíduos químicos e antibióticos também podem interromper o equilíbrio nas bactérias intestinais.

Quais alimentos são prebióticos?

 

Antes de sair e comprar suplementos prebióticos caros, lembre-se que muitos alimentos naturalmente contê-los.

Isso ocorre porque os prebióticos são tipos de fibras encontradas em vegetais, frutas e legumes.

Estes tipos de fibra não são digeríveis pelos seres humanos, mas suas bactérias intestinais boas podem digeri-los.

Alimentos que são ricos em fibra prebiótica incluem:

  • Legumes, feijões e ervilhas.
  • Aveia.
  • Bananas.
  • Bagas.
  • Alcachofras de Jerusalém (não o mesmo que alcachofras regulares).
  • Espargos.
  • Verdes de dente-de-leão.
  • Alho.
  • Alho-poró.
  • Cebolas.

Uma das coisas que suas bactérias intestinais boas fazem com fibra prebiótica é transformá-lo em um ácido graxo de cadeia curta chamado butirato.

Butirato tem sido extensivamente estudado, e tem demonstrado ter efeitos anti-inflamatórios dentro do cólon (15).

Ele também pode influenciar a expressão gênica, bloquear o crescimento de células cancerosas e ajudar a fornecer combustível para as células saudáveis para que eles possam crescer e se dividir normalmente.

Prebióticos são tipos de fibras que os seres humanos não podem digerir, mas as bactérias do intestino pode. Estes tipos de fibra fornecem nutrientes para as bactérias que suportam a digestão saudável e função imunológica.

Quais alimentos são probióticos?

 

Há também muitos alimentos probióticos que naturalmente contêm bactérias úteis, como o iogurte.

Um iogurte de alta qualidade, simples com culturas vivas pode ser uma fantástica adição à sua dieta se você quiser adicionar bactérias benéficas.

Alimentos fermentados são outra ótima opção, pois contêm bactérias benéficas que prosperam no açúcar natural ou fibra nos alimentos.

Exemplos de alimentos fermentados incluem:

  • Chucrute.
  • Kimchi.
  • Chá de Kombucha.
  • Kefir (laticínios e não lácteos).
  • Alguns tipos de picles (não pasteurizados).
  • Outros produtos hortícolas em conserva (não pasteurizados).

Se você estiver indo para comer alimentos fermentados para os seus benefícios probióticos, certifique-se que não são pasteurizados, como este processo mata as bactérias.

Alguns desses alimentos também podem ser considerados simbióticos, porque contêm tanto bactérias benéficas e uma fonte prebiótica de fibra para as bactérias para se alimentar.

Um exemplo de um alimento simbiótico é chucrute.

Probioticos naturalmente contêm bactérias úteis. Muitos destes alimentos podem ser feitos em casa ou comprados em uma mercearia.

E quanto aos suplementos probióticos?

 

Suplementos probióticos são comprimidos, cápsulas ou líquidos que contêm bactérias vivas benéficas.

Eles são muito populares e fáceis de encontrar, mas nem todos eles valem o seu dinheiro. Eles não têm todos os mesmos tipos de bactérias, ou as mesmas concentrações.

Eles também geralmente não vêm com fontes de alimentos fibrosos para as bactérias para comer.

Alguns suplementos probióticos são projetados para transportar as bactérias todo o caminho para o seu intestino grosso para efeitos melhores, enquanto outros provavelmente não torná-lo passado seu ácido do estômago.

Há alguns indivíduos que não devem tomar um probiótico, ou que podem experimentar sintomas piorados se o fizerem, como pessoas com sobrecrescimento de bactérias intestinais pequenas (SIBO) ou pessoas sensíveis a ingredientes no suplemento.

No entanto, as cepas de probióticos direito pode ser extremamente benéfico para algumas pessoas.

Como com todos os suplementos, você pode querer consultar com um profissional de saúde que está bem informado sobre probióticos.

Suplementos probióticos são projetados para entregar espécies muito específicas de bactérias para o intestino humano. No entanto, nem todos os suplementos probióticos são da mesma qualidade ou contêm a mesma quantidade de bactérias.

 

Manter suas bactérias intestinais equilibrado é importante para muitos aspectos da saúde.

Para fazer isto, coma a abundância de alimentos prebioticos e probioticos, porque ajudarão promover o contrapeso o mais ideal entre as bactérias boas e más do corpo.

No final do dia, otimizar sua flora intestinal pode ter grandes benefícios para a sua saúde.